quarta-feira, 8 de junho de 2011

Sobrevivemos!!!!

Esse post tá meio atrasado!
Afinal de contas, já faz uma semana que chegamos da nossa lua-de-mel sem Alice e até agora eu ainda não tinha conseguido parar para vir aqui atualizar o bloguinho...aff.

Nesse primeiro post da série : Argentina querida! , vou falar sobre a Alice, o seu comportamento na nossa distância e os nossos sentimentos por termos deixado ela, pois sei que as mamães queridas que estão lendo isso aqui e que ainda nào viajaram ficam sempre pensando sobre isso, certo?

Pois bem, minha mãe quem ficou com a Alice nos 5 dias que ficamos fora, ela veio até aqui buscar e bichinha!
Marcamos os vôos com a menor diferença possível..Minha mãe e Alice embarcaram com meia hora de diferença para o nosso.
Sendo assim, na hora da minha mãe e a nossa pipoquinha ir, eu preferi não me despedir nem nada...
Foi TENSO!!!!!!!!!!!!!
Aliás, foi a única hora tensa!!

Eu e marido nos abraçamos, choramos juntos, eu me lamentando e refletindo em voz alta : "Mas será que não foi egoísmo da nossa parte deixa-lá ainda tão bebê para passearmos?" "Se algo acontecer eu não vou me perdoar!"etc, etc..
Pois bem, depois começou o vuco-vuco do nosso embarque e rapidinho os pensamentos já tinham ido embora mas toda hora eles voltavam.


Embarcamos!
Chegamos!

No outro dia entramos correndo na internet para buscar noticias de Alice, pois combinamos de que as atualizaçòes seriam feitas por email e que se algo mais urgente acontecesse, nos falaríamos por telefone.

Primeiro email:
Alice tá ótima!
Veio fazendo bagunça no avião e ficou no colo de uma senhora achando o máximo.
Chegou em casa, tomou a mamadeira e dormiu.

Depois de ler isso, nos enchemos de tranquilidade e aproveitamos!
Lembravamos dela em todos os lugares que íamos, quando víamos menininhas na rua, brinquedos, etc.
Mas sempre com alegria e não com remorso ou tristeza.

Fora que os emails nos tranquilizam e as fotos que meu tirava e enviava para "acompanharmos" a rotina dela nos deixava ainda mais felizes.

Ao chegarmos no Brasil, esperamos meia hora por ela no aeroporto e pronto, acabou o nosso momento à sós e voltamos a ser os três!Como ela chegou dormindo, nem pudemos ver a reação dela ao nos encontrar..
Quando ela abriu os olhos, me viu...fez beicinho de mágoa (do tipo : onde você tava mamãe?), me abraçou bem forte e depois se jogou para o pai dela (okay!Eu ali, acabada de saudades, chorando e ela querendo o pai!!Me acode Jesus!)

Enfim, foi isso e foi ótimo!
Eles sobrevivem sem NÓS!E muitooooooooo bem diga-se de passagem!


BEIJOSSSSSSSSSSS queridas!

3 comentários:

Liten disse...

Aiiii que fofo!! Mwe emcionei com o beiçinho quando ela a viu!!

Adorei seu post!! Me deu forca para pensar em fazer algo parecido!

Beijos querida

Andrea Fregnani disse...

Que bom que todos ficaram bem :)
Cada criança é diferente né, só os pais para saberem a hora de poder se distanciarem um pouco ;)
Por enquanto aqui ainda não dá, hihihi eu não fico sem minha Alice, mas é normal né, ela ainda via fazer 10 meses...
bjs

julianaescreve disse...

amiga, acho que vou ser igual a vocÊ, chorando quando vai, chorando quando chega... mas joão, nao sei... nao chora nunca! Será q filho amolece o coração? hehe

Fora isso acho que nao foi na da egoismo, isso foi muito saudavel pra vcs dois e pra ela tb!

beijos