terça-feira, 4 de janeiro de 2011

O desmame!! (Alice com 1 ano e 9 dias)

Lembro com muito carinho a primeira vez que Alice colocou sua boquinha tão pequenininha e rosada no meu peito!
Ainda estava sob os efeitos da anestesia pós-cesárea, mas estava lúcida o suficiente para abraçar o meu pacotinho cor-de-rosa e chorar MUITO de emoção com o nosso primeiro contato mais íntimo extrauterino.


Não chorei de dor, pois realmente não doeu, chorei de emoção, aquela cena JAMAIS sairá da minha mente e do meu coração.



As mamadas seguintes continuaram inesquecíveis, mas dessa vez não era por alegria e sim por preocupação de estar conseguindo alimentar a minha filha, dela estar fazendo o "bico" certo, do peito não rachar e tudo mais..

Por benção de Deus meu bico não rachou nada!
Mas o meu período de apojedura (quando os seios enchem de leite antes dele começar a jorrar) foi precoce e sofri MUITO!Não conseguia fechar os braços, tive febre altíssima, calafrios e cheguei MESMO a pensar em desistir!

Graças à Deus, ao meu obstetra, que me incentivou a prosseguir, me receitando ocitocina para ajudar na "descida" do leite e me acalmando, e também as doces enfermeiras do banco de leite do CRE que me ajudaram demais, eu prossegui amamentando a Alice!

Que privilégio de Deus foi esse período!
Choro neste momento relembrando tudo o que vivi, das noites que acordei e Alice me acarinhava em seu silêncio enquanto eu a alimentava, lembro dos seus momentos de cólica e do quanto o peito era o suficiente para ajuda-lá a acalmar e passar por aquela fase tão difícil, das vezes em que só nós duas estávamos juntas na cadeira de amamentar e conversávamos sobre tudo, sobre como seria o futuro e sobre o nosso amor.Digo que conversávamos, pois enquanto eu falava, a minha menina me olhava, e fazia os seus carinhos tão gostosos como se fossem uma resposta a tudo que eu falava.

Alice mamou EXCLUSIVAMENTE no peito até os 5 meses, depois disso descobriu um montão de sabores legais e gostosos e achei que ela pudesse abandonar o seu "tetê" por conta disso, mas não foi o que aconteceu, muito pelo contrário..rejeitou TODOS os leites que eu ofereci à ela até os 9 meses, quando então, passou a aceitar sem muito gosto o leite Ninho.

Aos 11 meses já mamava seu leitinho artificial com prazer, preferindo sempre ele morninho e com uma colher de sopa de Mucilon Multi cereais, mas ainda assim me pedindo sempre o golinho do seu leite materno entre as refeições.

Para mim foi o pontapé inicial para começar o desmame da minha filha, precisava que ela tomasse outros leites por prazer,jamais deixaria ela sem nenhum leitinho só pelo meu orgulho de desmama-lá com um ano!

Deus ouviu minha oração!

No dia do seu aniversário, chamei Alice para uma conversa de mãe para filha e avisei que a partir daquele dia a mamãe estaria tirando aos poucos o seu tetêzinho e que não precisava ficar triste por isso, pois ela já era uma mocinha e que eu só tiraria de vez quando ela deixasse.



Fui diminuindo aos poucos suas "goladinhas" diárias..
E sem sofrimento algum para ela e para mim, a Alice desde o último dia do ano não mamou mais nenhuma gotinha de leite.

Que benção!
Ouvi tantas histórias traumáticas de desmame e a possibilidade disso acontecer comigo já me deixava desesperada!
Lembro da última vez que amamentei com muito amor (e dá-lhe lágrimas!) e todo dia ao fazê-la dormir à noite eu confesso que choro um pouquinho de ciúmes por saber que ela está conseguindo dormir sem agarrar o seu "peitinho totoso" como eu dizia!


É, acho que alguém está sim sofrendo com esse desmame...e esse alguém, não é a Alice!rs

"Obrigada Senhor pelo privilégio de ser mãe e também de alimentar a minha filha durante esse primeiro ano de sua vida;
Obrigada pois através dessa benção ela adquiriu tanta saúde, força, imunidade e prazer;
Obrigada pois enquanto tantas mulheres sonham e não conseguem prosseguir com uma amamentação sadia, eu consegui, não porque sou melhor do que elas, mas porque o Senhor me permitiu;
Perdão pelas vezes em que reclamei por ter que usar aquele sutiã horroroso, por ter que deixar de usar determinadas blusas e vestidos, por ter me retirar de locais para amamentar e por ter deixado tanta gente ver os meus seios sem sentir nenhuma culpa.
Amamentação é do Senhor!Eu creio!

Em nome de Jesus.
Amém."

Para terminar o post melancólio de uma mãe extremamente emocional, deixo uma fotinha que toda vez que olho me reporto à aquela cena como em um dèja vú, quando a Alice em seus primeiros dias de vida precisava da ajuda do papai para conseguir mamar.


Beijos meninas!

10 comentários:

Fabiana disse...

Olha só que pequenininha segundo o dedo do papai.
Que lindo, Ká. Que bênção.
Parabéns por viver esses momentos de amamentação tão lindos.
Amamentar com certeza é um dos maiores prazeres da vida.

Bjos.

EvELLyN disse...

Que Benção de Deus ter conseguindo amamenta-la exclusivamente até os 5 meses e ter continuado a amamentação mesmo com a introdução de alimentos.

1 ano é Realmente uma dádiva. Parabéns!!!

Peço tanto a Deus pra que quando for minha vez tbm consiga amamentar até pelo ao menos os 12 meses.

...

É uma etápa dificil né! Mais é assim Mesmo Kamilla, não fique triste, a Alice te ama muito e são apenas etápas.

...

Grande abraço.

Docedia-dia disse...

Vai dá saudade, mais foi o melhor afinal Alice ja está uma mocinha né.
Já come de tudo..
E quanto as historias q ouvimos vale de experiencias, mas como eu digo, mãe tem instinto e sabe fazer sempre o melhor e do melhor jeitinho carinhoso.
Parabens pelo desmame, sem traumas né.
Bjss

Digital disse...

Dê ao seu filho o que há de melhor. Amamente!
Quando uma mulher fica grávida, ela e todos que estão à sua volta devem se preparar pra oferecer o que há de melhor para o bebê: o leite materno.
É muito importante, tanto para o bebê como para a mãe, amamentar até os dois anos de idade ou mais. O leite materno é o únio alimento que o bebê precisa, até os seis meses. Só depois se deve começar a variar a alimentação.
Acontece que nem todas as mães sabem de todos os benefícios e deixam de amamentar mais cedo. Você pode ajudar nessa campanha divulgando materias e informações.
Caso se interesse pelo tema, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br e participe!


Atenciosamente,

Ministério da Saúde

Cris disse...

Parabés Kamila pela mãe maravilhosa que és!!!Me emocionei lendo tuas palavras, ditas com o coração...lindo,lindo...! Eu sofri muito na primeira semana, meu peito rachou e Deus me dava força para não desistir, eu orava muito e pedia a Deus que me ajudasse a superar...fiquei 5 dias sem dar o peito(até cicatrizar) e numa madrugada gelada aqui no sul( a Beatriz nasceu no inverno, em julho) eu decidi voltar a dar o peito e foi cicatrizando, e não tive mais dor...ela vai completar 6 meses dia 09/01 e segue mamando no peito!! No final do mês volto a trabalhar...e estou muito ansiosa em saber o que está por vir..ela no berçário, eu retomando minhas atividades depois de quase 7 meses dedicados exclusivamente a minha pitoca!!! Beijos e vocês formam uma família linda!

Tati, mãe do Iury disse...

Oi Ká!
Que emocionante suas palavras... Que bom que deu tudo certo, Alice ficou tranquila e a mamãe também né?!
O que fica mesmo, é a saudade...

Um bjão em vocês!

Patricia disse...

Oi Kamilla
A Isabelly graças a Deus parou de mamar no peito sozinha(1 ano e 3 meses) ela pedia peito e eu oferecia a mamadeira e ela aceitava, até que um dia ela não me pediu mais o peito, é muito dificil mesmo quando elas largam o peito, meu peito ficou super cheio depois, e não tive arraduras,com 2 anos e 7 meses largou tambem sozinha a mamadeira,ela falava que a mamadeira estava ruim, foi então que percebi que ela não queria mais, com 2 anos e 10 meses ela denovo sozinha tbm não queria mais ficar de fralda ufaaa alivio para o meu bolso rsrsr, kamilla graças a Deus a Isabelly largou tudo por ela mesmo, no tempo dela, eu não forcei nada,agora vamos esperar a o tempo de Alice. bjus

Kira! disse...

Que post lindo!
Eu pretendo amamentar a Beatriz até os 2 anos, se tudo der certo. E já até sei, que quem vai sofrer mais com o desmame, sou eu!
Beatriz tem 1 ano e 2 meses, e já tentamos todos os leites, ninho, soja, e tudo quanto é opção, e ela não aceita. Até então, estou tranquila, trabalho em casa então não complica tanto. Mas não vai ser sempre assim né?
Ainda nem toco no assunto " desmame" porque é mais tabu para mim do que para ela!!!

Beijos

Jeyla disse...

Lindo post!!
Sempre acompanho a emoção das mamães da UTI neo quando seus pequenos podem enfim mamar... É um momento lindo...
E o momento do desmame que por vezes pode ser deloroso pra vc e Alice foi mais um apitulo de uma história de amor...
Parabéns!!
Jeyla

julianaescreve disse...

ô Kammis, nao pode fazer a amiga chorar no trabalho, é feio!!! hihihi. Fala pra Alice que a mamae dela tem amiga mega emotivas tb! beijos